Chat Online

Alimentos industrializados e o aumento do cálculo renal

A formação de pedras nos rins está diretamente ligada ao consumo de alimentos ricos em sódio e ao consumo reduzido de líquidos. Conheça os fatores de influência e saiba como se prevenir.

A litíase renal, ou “pedra nos rins”, é considerada a doença dos tempos modernos por estar diretamente ligada ao consumo de alimentos industrializados e ricos em sódio.

Ganhando espaço

A incidência de cálculo renal cresceu cerca de 20% nos últimos dez anos no Brasil. A doença, que atingia predominantemente homens de 30 a 40 anos, está ganhando espaço entre mulheres, crianças e adolescentes, em função da mudança do estilo de vida.

Rotina corrida

A rotina corrida da sociedade atual juntamente com a necessidade de uma alimentação prática e rápida, resultam no aumento do consumo de alimentos industrializados, fast-foods e diminuição na prática de exercícios físicos. Além disso há menor ingestão de água e maior de refrigerantes.

Excesso de sódio

Apesar de ser influenciada por outros fatores, a composição da urina é determinada principalmente pela composição da dieta do indivíduo. Vários estudos evidenciaram que a dieta típica dos países industrializados, rica em sódio, em proteínas de origem animal e bebidas adoçadas com açúcar e frutose, tem como conseqüência um desequilíbrio nas substâncias que compõem a urina.

Desequilíbrio

 Em resumo: ou faltam elementos que diluam o cálcio presente na urina, como a água e o citrato (substância presente nas frutas cítricas, por exemplo, e que combate a agregação do cálcio), ou há excesso de cálcio na urina, provocado pelo alto consumo de sódio.

Para eliminar o sódio em excesso, o organismo também passa a eliminar mais cálcio. Esses cristais, que podem ser formados também por sais de cálcio, ácido úrico, estruvita ou cistina (um tipo de aminoácido), quando presentes em grande quantidade, podem se aglomerar e formar pedras.

Previna-se

    o
  • Beba diariamente de 2 a 3 litros de líquidos (água, chás de ervas ou sucos de frutas naturais).
  • o
  • Beba mais sucos naturais, principalmente os de frutas cítricas, que são fontes de citrato, que é um solubilizador do cálcio na urina.
    o
  • Evite refrigerantes, sucos de caixinha (que possuem sódio para a sua conservação) e sucos em pó, cujos corantes também favorecem a formação de pedras.
  • o
  • Coma mais frutas, verduras e legumes.
  • o
  • Use temperos naturais como ervas secas, salsinha, cebolinha, coentro, manjericão, entre outros.
  • o
  • Consuma menos alimentos industrializados, como pratos e molhos prontos, alimentos em conserva e embutidos, como salsichas, presunto etc., além de temperos prontos e sopas de pacote, que contêm muito sódio.

Acompanhamento

As recomendações dietéticas para controle e tratamento do cálculo devem ser estabelecidas individualmente levando em consideração a análise da urina. Por isso, mantenha o acompanhamento com seu urologista para uma investigação minuciosa.

De qualquer forma, um hábito que deve ser aconselhado a todos os indivíduos com nefrolitíase é o aumento na ingestão de líquidos, para a diminuição da concentração urinária dos componentes litiásicos. O consumo diário mínimo de 30 ml de água por quilo de peso deve ser encorajado.